Netflix está sendo processada por permitir download de conteúdo

Embora o processo seja absurdo, está se dando bem nos tribunais
0

Em novembro a Netflix lançou uma ferramenta pela qual se tornou possível fazer o download de filmes e séries para assisti-los offline. O recurso ganhou o público e a empresa bateu o seu recorde de lucro no mês em questão.

No entanto, uma empresa chamada Blackbird Technologies — conhecida como uma “patent troll“, por viver de patentes e processos — está processando a gigante do serviço de streaming e outras por permitirem essa função.

Os advogados Wendy Verlander e Chris Freeman, donos da empresa, alegam que em 2000 o empresário Sungil Lee registrou um sistema de aluguel de conteúdo físico pela internet: o usuário escolheria o que iria assistir, a máquina gravaria em um CD e o entregaria em casa.

Essa patente sob o número 7.174.362 também está sendo usada contra Vimeo, SoundCloud Starz, Mubi e Studio 3 Partners. E embora o processo soe ridículo, acredite: está se dando bem nos tribunais.